Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

A extensão pesqueira em 2014

O trabalho da extensão pesqueira em 2014 teve foco na gestão dos empreendimentos com a qualificação dos procedimentos e controles técnicos e contábeis, a busca pela legalidade frente ao novo ordenamento pesqueiro, a qualificação dos processos de captura, beneficiamento e comercialização dos produtos e o reconhecimento da importância de um ambiente natural preservado e respeitado. 


Técnicos da Epagri orientado agroindústria

Máquina de descascar camarão na agroindústria artesanal

Pescador artesanal Alexandre Verrilo no Canal do Linguado

Pescadores Leopoldo e Mauri atendidos na Epagri

Viveiro de mudas

Registramos em 2014 a assistência técnica ao produtor Otávio Vargas, proprietário do Viveiro de Mudas Florestal, que produz mudas de eucalipto e palmeira real. a propriedade está localizada na rua Perequê, nº 1000, bairro Pinheiros, município de Balneário Barra do sul.


Produtor fazendo a limpeza dos tubetes

Bandejas preparadas com mudas de palmeiras





2014 - O crédito educativo e orientado mantém e gera empregos


O crédito educativo e orientado tem como objetivo viabilizar estruturas de apoio para fortalecimento da cadeia produtiva da pesca artesanal e agricultura familiar.  A aplicação dos recursos é feita de maneira planejada e estratégica, possibilitando ao pescador, agricultor e maricultor, melhoras significativas em sua atividade profissional. 

Os projetos de investimentos elaborados pela Epagri de Balneário Barra do Sul, asseguram centenas de empregos diretos na atividade pesqueira. A cada emprego direto gerado ou mantido, assegura outros três a quatro indiretos, que são o caso das mulheres que trabalham no beneficiamento de pescados, estaleiros artesanais, redeiros e outros segmentos a qual fazem parte da cadeia produtiva da atividade. Para o pescador acessar o Pronaf deve estar com todos os documentos legais exigidos pela Marinha e Ministério da Pesca e Aquicultura.



Na foto abaixo destacamos o jovem pescador João Luzia Junior, "Nininho"- que é filho, neto e sobrinho de pescadores -, com sua embarcação financiada pelo Pronaf. 




Embarcação do pescador Waldeci da Silva, o "Có", sendo reformada






segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Relatório de serviços prestados a comunidade em 2013



A tabela abaixo mostra os números do trabalho de extensão realizados em 2013 pelo escritório municipal da Epagri de Balneário Barra do Sul.



                         INFORMAÇÕES GERAIS DO MUNICIPIO



  • Área de abrangência: 110 km²
  • População - total: 8.430 (IBGE, 210)
  • População - rural: 120
  • Número de estabelecimentos rurais: 30
  • Colônias de pescadores e/ou STR: 01
  • Famílias de pescadores e/ou rurais: 600
  • Associações e cooperativas: 03



2013
Atendimentos no ano
993
Pescadores assistidos
208
Agricultores assistidos
24
Maricultores assistidos
4
Outros envolvidos
43
Instituições parceiras
5




Fortalecimento das agroindústrias

A Epagri assessorou em 2013 a Associação de Mulheres Pescadoras, promovendo o fortalecimento da entidade, e desenvolveu trabalho individual com as agroindústrias do município, em parceria com a Prefeitura Municipal, visando a legalização dos empreendimentos.


Assessoria técnica na D'lla Costa Pescados, de Balneário Barra do Sul


Conheça mais sobre a D'lla Costa pescados, agroindústria familiar. entre no link http://www.dlacosta.com.br/.

Vídeo sobre a pesca artesanal

A equipe de comunicação da Epagri juntamente com o extensionista local produziu um vídeo documentário sobre a pesca artesanal de Balneário Barra do Sul, que foi apresentado a comunidade na Festa da Tainha 2013, ocorrida no mês de julho.

Confira o vídeo


Com o objetivo de promover o intercâmbio com produtores de outros municípios e empresas do setor de plantas ornamentais, organizamos uma excursão técnica para FECAPLANT (2013), realizada no município de Corupá. Participaram 14 pequenos produtores de plantas ornamentais de Balneário Barra do Sul.

Grupo de produtores prestigiando o evento em Corupá

Solicitação de estação meteorológica

Em maio de 2013, estivemos, juntamente com o prefeito municipal Ademar Borges e secretário de Planejamento, Antonio de Borba,  na gerência regional da Epagri, em Joinville, reivindicando a instalação de uma estação meteorológica. Fomos atendidos pelo gerente regional Sr.Onévio Zabot e pela chefe do Centro de Treinamento, Sra.Ana Lúcia Ribeiro.


Técnicos e autoridades na gerência da Epagri

Produção de palmeiras

Acompanhamos a produção de palmeira real, na fazenda Perequê, município de Balneário Barra do Sul, que aderiu ao sistema de adubação orgânica.

Sr.Luís, mostrando o resultado da adubação no palmito da palmeira

Comissão busca cursos para comunidade

Aconteceu na Câmara de Vereadores de Balneário Barra do Sul, em abril de 2013, a reunião para tratar de assuntos referentes a implantação de cursos do Pronatec. O grupo, composto pelo vereador Edson de Aviz, secretário de Administração, Sérgio da Glória, secretário de Educação, Cláudio Rotermel Junior, técnico da Epagri, José Eduardo Calcinoni, secretária de Assistência Social, Mari Michels, juntamente com a Sra.Mária de Fátima, discutiu e encaminhou solicitações para a implantação de cursos de capacitação, atendendo uma demanda da comunidade.

Comissão se reuniu na Câmara de Vereadores de Balneário Barra do Sul

FENAOSTRA 2013

Participamos, juntamente com pescadores artesanais, maricultores e técnicos de Balneário Barra do Sul e São Francisco do Sul, da FENAOSTRA, em Florianópolis, que teve um evento técnico sobre legalização da maricultura, organizado pela Epagri.

Grupo prestigiando o evento técnico e festa

Investimento na atividade pesqueira

Através de projeto de financiamento do Pronaf, elaborado no escritório municipal da Epagri de Balneário Barra do Sul, no ano de 2013, o pescador Jorge Luís Moreira e sua família puderam construir uma nova embarcação. A Epagri também orientou e ajudou o pescador a encaminhar o pedido de licença para construção da embarcação, emitido pelo Ministério da Pesca e Aquicultura e o encaminhamento da permissão de pesca.

Técnico fazendo a supervisão do projeto


Pescador Jorge Luís Moreira calafetando a embarcação

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Família Persiki


No ano de 2013 relatamos os trabalhos da família de José Persiki, pescador artesanal da Costeira, Balneário Barra do Sul.

José Persiki, o "Dé", pescador artesanal e maricultor
   
Pesca de emalhe no Canal do Linguado

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

2013 - Um ano de muito trabalho

Após o processo de formação da Cooperativa de Beneficiamento e Comercialização de Pescados de Balneário Barra do Sul, a Cooperpesc, e a legalização do estatuto e registros, os cooperados terão novos desafios para o ano de 2013: a busca de novas parcerias e a construção da Unidade de Beneficiamento de Pescados, para que assim possam produzir e colocar os produtos no mercado.
Um projeto visando a aquisição de equipamentos para agregação de valor foi encaminhado através DRS/Banco do Brasil, em novembro de 2012.

Vamos ao trabalho!

Que seje um ano de muitas realizações e conquistas, pra todos nós!


terça-feira, 25 de setembro de 2012

Vídeo sobre os avanços alcançados na atividade pesqueira artesanal de Balneário Barra do Sul

Assitam o vídeo produzido pela equipe de TV da Epagri, que mostra os avanços alcançados pelo serviço de extensão realizado pelo escritório municipal da Epagri de Balneário Barra do Sul. Vários deipomentos de pescadores e pescadoras, do gerente do Banco do Brasil, Hélio Feroldi, do secretário municipal de pesca, Salomão Castanho e do técnico local da Epagri, José Eduardo Calcinoni. Esse vídeo relata tudo o que está descrito na matéria abaixo. Confiram!






.

terça-feira, 3 de julho de 2012

Investimentos do Pronaf fortalecem a cadeia produtiva da pesca artesanal


O trabalho de extensão rural e pesqueira executado pela Epagri de Balneário Barra do Sul resultou em muitos avanços na atividade pesqueira artesanal. Segundo José Eduardo Calcinoni, técnico responsável pelo escritório municipal, o trabalho de extensão dos últimos 10 anos pode-se dividir em três etapas, sendo que, todas elas se cruzam e se fortalecem:

  • Etapa 1: Melhoria da infraestrutra da pesca artesanal através dos investimentos do Pronaf.

Com a inclusão da pesca artesanal no Pronaf, apartir de 2003, e a criação da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca (SEAP), hoje Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), a atividade começou a receber investimentos e a se fortalecer. Dentre os itens financiados pelo Pronaf destacam-se a aquisição, construção e reforma de embarcações, aquisição de motores marítimos de centro, equipamentos e petrechos de pesca, freezers, câmaras-fria, equipamentos para beneficiamento de pescados e veículos utilitários.

Hoje são mais de 250 projetos elaborados e aprovados pelo escritório municipal da Epagri, somando mais de R$ 4 milhões de investimentos na pesca artesanal.

A cada projeto aprovado gera no mínimo um emprego direto e de três a quatro indiretos, ou seja, além do próprio pescador, mantém as descascadeiras ou os tripulantes ou meeiros.

Num total podemos dizer que o Pronaf assegurou o emprego de 250 pessoas diretamente e de quase 1 mil indiretos, somente em Balneário Barra do Sul. Esse fato justifica porque a pesca artesanal é responsável pela maior parte da economia local.


  • Etapa 2: Educação, capacitação e profissionalização das famílias pesqueiras.
Nas ações de trabalho da Epagri sempre estiveram presentes cursos, palestras, oficinas, viajens técnicas e outras diversas atividades de capacitação. Essas atividades iniciaram com a abertura do escritório local, porém, de 2009 aos dias atuais, com a chegada do Projeto Cambira, foram certificadas mais de 200 pessoas da comunidade pesqueira, desenvolvido marcas, produtos e realizadas excursões. Como resultado tivemos a melhoria no processo de beneficiamento, embalagem e comercialização, agregando mais valor ao produto, e garantindo a segurança do consumidor. Temas como Educação Ambiental, Agregação de Valor e Cooperativimo são trabalhados de forma contínua.

  • Etapa 3: Organização coletiva através de iniciativas associativas e cooperativas.
Com a criação da Associação da Mulheres Trabalhadoras da Área Pesqueira Artesanal (Amupesc) no ano de 2007 e da Cooperativa de Pescadores Artesanais de Balneário Barra do Sul, em 2011, as famílias de pescadores artesanais começaram a fortalecer a atividade, percebendo que juntos podem alcançar o sucesso na atividade.

Todas essas etapas estão interligadas e tiveram grande importância para o desenvolvimento social, ambiental e economico do município. Como parceiros destacamos o Banco do Brasil, agência de Araquari, Prefeitura de Balneário Barra do Sul e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia/Campus Araquari.

Pescadores sendo atendidos no escritório da Epagri

Pescador Mazinho construindo o paneiro de sua
 embarcação que foi financiada pelo Pronaf

Carpinteiro naval Lucimar Alves, o "Nego", construindo
 a embarcação do pescador Alex Gardino

Acompanhamento dos projetos aprovados

Pescadores sendo atendidos pelo ténico da Epagri (2006)


Reunião com pescadores da Amupesc (2007)

Pescador Samoel Damásio "Samuca" e o técnico da Epagri, Eduardo Calcinoni

Otávio Vargas "Tavinho", com seu veículo financiado pelo Pronaf

Fátima, Cheila, Eduardo, Maria Helena e Marisete, no IFC/Araquari
participando de curso de processamento de pescados

Supervisões técnicas do Pronaf (2006)


Atendimento no escritório municipal da Epagri

Atendimento aos pescadores


Também damos um destaque para a maricultura, atividade complementar que está iniciando uma nova fase em Balneário Barra do Sul, e que, logo renderá bons frutos. São cinco área licenciadas, que somam cinco hectares de lâmina d'água, e que envolverão mais de 10 famílias.


Ostreicultura no Canal do Linguado (2009)


Pescadores concessionários de área aquícola no Canal do Linguado
com representante do Ministério da Pesca e Aquicultura
no escritório municipal da Epagri


Embarcação do pescador Israel Cunha "Lael", financiada pelo Pronaf,
sendo transportada pelas ruas de Balneário Barra do Sul 

D'ala Costa Pescados, empresa atendida pela extensão e
que hoje possui o Selo de Inspeção Estadual (S.I.E)

Dentro da etapa da infraestrutura damos destaque para os investimentos que atendem a parte de beneficiamento, armazenagem e comercialização.

Pescador Edicarlo Cunha com veículo financiado pelo Pronaf

Pescador José Vargas com embarcação financiada pelo Pronaf

José Vargas hoje pode comercializar seus produtos através do
 veículo financiado pelo Pronaf

Pescadores e produtor rural sendo assisitidos pela Epagri
O trabalho da extesão pesqueira permite um melhor acompanhamento do desenvolvimento dos projetos. Além de resultar na melhoria de qualidade de vida das famílias pesqueiras, também fortalece o compromisso com o pagamento das parcelas. O pescador artesanal hoje é reconhecido como profissional, e tem acesso aos demais tipos de serviços, seja de bancos, lojas, mercados e demais.

Reforma da embarcação de Israel Cunha

Embarcação do pescador Luiz Carlos Moreira "Caum",
 financiada pelo Pronaf (2007)


(2007)


terça-feira, 19 de junho de 2012

Comemoração do Dia das Descascadeiras em 2011

No dia 8 de setembro de 2011 as integrantes da Associação das Mulheres Trabalhadoras da Área da Pesca Artesanal de Balneário Barra do Sul (Amupesc), fizeram uma excursão para o Hotel Fazenda Dona Francisca, em Joinville. Elas estavam confraternizando o feriado municipal de Balneário Barra do Sul que comemora o "Dia das Descascadeiras". A figura da descascadeira têm uma importância social tão grande que sua figura está contida na bandeira do municiípio. Confira as fotos abaixo:


Antonia Edarzima Xavier e Leila Mariza Monteiro

Jorda Ramos e Irotides da Veiga

Jorda e Zuma

Dona Luiza Castanho e Dona Zuma

Dona Luiza e Joana


Cheila Verbiene e Sonia Vechter

Raquel Damasceno e Cheila Verbiene

Raquel e Josiane Rodrigues



Maria Carvalho e Jaci Vechter

Rosangela Vieser e Jaci

Rosalina Macedo e Rosangela

Dilza Souza e Arlete Dalla Vecchia

Add caption


Cheila e Sonia